Horta Básica em Casa

Durante o período neolítico, ou da pedra polida, cerca de 12 mil ano atrás na Pré-história, alguns indivíduos notaram que era possível enterrar determinados grãos que coletavam na natureza para sua alimentação e que ali brotaria novas  plantas iguais às o que os originaram. Essa prática além de diminuir as perigosas buscas por comida, aumentou a oferta de alimentos, pois começaram a plantar perto de seu habitat. Começando assim o processo de domesticalização das plantas. Hoje em dia é bastante comum manter jardins e hortas em casas, já nos apartamento a opção é cultivar as plantas em vasos. Os temperos são usados na culinária para proporcionar sabores diferentes na comida podem ser facilmente cultivados em vasos e jardineiras. Temperos são fáceis de plantar, traz um pouco da natureza para dentro de casa, você utiliza temperos frescos para sua comida ao invés de usar os industrializados ou desidratados. Acaba havendo também, dificuldade de achar determinados tipos frescos no mercado e outros que você precisa de apenas algumas folhinhas e não o maço inteiro. ESCOLHA DO LOCAL

  • Temperos precisam de sol. Na cozinha é lugar mais charmoso para ter os seus vasos, porém certifique-se que ela é bem ensolarada, caso contrário, melhor achar outro lugar para locá-los.
  • Os temperos precisam de 4 a 6 horas de sol por dia.

ESCOLHA DOS VASOS

  • A planta precisa manter uma certa umidade, vasos de plástico mantém  mais a umidade pois são impermeáveis, já os vasos cerâmicos não mantém tanto, devido a sua porosidade, mas deixa a raiz da planta respirar melhor que os de plástico. O melhor seria optar pelo cerâmico, só tomando o cuidado de intensificar as regas para manter a terra  úmida.
  • Os vasos de plástico têm a vantagem de serem mais baratos e mais leves.
  • Os temperos, devido a suas raízes, precisam de um vaso com no mínimo 20 cm de profundidade.
  • Os vasos têm que ter um furo em baixo e um pratinho para fazer a drenagem.
  • Vasos de parede e suspensos são uma boa opção para quem não tem muito espaço além de ficarem bonitos, ainda mais se você fixar os vasos em uma parede colorida ou em uma cerca de madeira.

ESCOLHA DAS ESPÉCIES

  • Nessa parte entra uma escolha pessoal. Os temperos que você mais gosta e geralmente usa na comida.
  • Geralmente são usada cebolinha, salsinha, manjericão, hortelã, orégano, coentro, pimentas…

O PLANTIO

  • Depois de escolher o vaso e a muda, coloque no vaso 1/5  de argila expandida ou brita ou pedrinha, alguma coisa para fazer a drenagem do vaso e deixar as raízes respirarem.
  • Depois coloque uma camada de manta de bidim, essa manta é tipo um feltro usado para jardinagem, é barata e geralmente vendida em metro nas lojas de material de construção ou paisagismo.
  • Quando o furo do seu vaso for meio grande coloque um pedacinho de manta no fundo antes da argila expandida para evitar que uma bolinha da argila tampe o furo.
  • Algumas pessoas utilizam areia ao invés da manta, porque na verdade essa manta serve para a terra não infiltrar na pedra e perder o efeito da drenagem, mas a manta acaba sendo mais eficiente.
  • Depois disso coloque a terra já adubada que você compra pronta ensacada.
  • Retire a muda do saquinho, cuidando para a terra não se soltar das raízes, cave um buraco no meio da terra do vaso e coloque a muda.
  • Por último cubra com terra, coloque umas pedrinhas ou casca de árvore para dar acabamento no vaso e proteger a terra e regue.
  • É legal também colocar uma plaquinha com o nome do tempero.

CUIDADOS

  • Os temperos precisam de água com freqüência, lógico que temos que analisar o clima da região que você  vive. Em regiões mais secas é bom regar diariamente, em regiões mais úmidas em dias intercalados.
  • As plantas como são seres vivos podem variar o comportamento, então é interessante monitorá-la dia a dia e reparar se ela esta ficando bonita com a quantidade de água que você coloca, ou se esta faltando.  Em épocas de chuvas o ar fica mais úmido e não é necessário regar com tanta freqüência.
  • Cuidado com o vento, ele em excesso machuca o planta.
  • É bom cortar de vez em quando alguma folhinha mais feia e assim vai… cultivando.

A fonte dessas dicas vem de um site de uma arquiteta que você pode consultar aqui: http://www.arquitetasabrina.com.br/blog/?tag=temperos-em-vasos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s